Sou formada em Publicidade e Propaganda; Letras Inglês e Português; fiz Pós-graduação em Planejamento Educacional e Docência do Nível Superior; e Mestrado em Educação.

sábado, 10 de dezembro de 2011

Figuras, Quadros e Tabelas

 

1 Tabelas

A ABNT define normas para tabelas e figuras através das normas NBR 6029 e NBR 6822. Nestas normas, há uma distinção entre tabelas e quadros. Tabela é a forma não discursiva de apresentação de informações, representadas por dados numéricos e codificações, dispostos em uma ordem determinada, segundo as variáveis analisadas de um fenômeno.

Existem várias regras para a apresentação de tabelas, porém, essas não devem ser rígidas. Muitas vezes a criatividade na sua montagem e edição é necessária para alcançar melhor comunicação. Para a elaboração de tabelas, quadros e figuras, conta-se com inúmeros recursos de informática que possibilitam a respectiva apresentação na forma variada de gráficos.

 

Deve-se utilizar SEMPRE a fonte 10  para tabelas, quadros e figuras

 

Recomenda-se que a tabela:

seja suficientemente completa para ser entendida, dispensando consulta ao texto;

contenha somente os dados necessários ao seu entendimento;

seja estruturada da forma mais simples e objetiva;

inclua os dados logicamente ordenados e

apresente dados, unidades e símbolos consistentes com o texto.

Quanto à apresentação, as tabelas:

podem ser intercaladas no texto, e imediatamente após o trecho em que são citadas pela primeira vez, de maneira que sua visualização tenha sentido normal de leitura;

podem ser apresentadas em anexo quando a quantidade de tabelas for grande ou quando ocupar mais de uma página, o que dificultaria a leitura do texto. Neste caso a parte inferior da tabela não é fechada (a não ser no seu final) com a indicação do termo "continua" no canto inferior da página. Na página seguinte devem ser repetidos o número, título e cabeçalho da tabela com a indicação do termo "continuação" entre o título e o corpo da tabela, no canto direito;

devem ser alinhadas de acordo com as margens do texto. O espaço entre as tabelas e texto deve ser de duas entrelinhas;

devem preferencialmente ser apresentadas no mesmo tipo e tamanho de letras adotados no texto ou reduzidas até um limite que não prejudique a sua leitura. Nunca em tamanho maior que o texto;

não devem ter repetidos seus dados em gráficos ou figuras. Optar por um deles, sem perder de vista o que se quer comunicar, se os valores exatos ou aspecto visual;

devem apresentar todas as casas preenchidas;

podem ser apresentadas em duas ou mais partes, colocadas uma imediatamente abaixo da outra, separadas por traço horizontal duplo, no caso da existência de muitas colunas (excessiva largura);

podem ser feitas em duas partes, colocadas lado a lado, separadas por traço vertical duplo, quando forem construídas com poucas colunas (muito estreitas).

1.1 Elementos Essenciais da Tabela

As tabelas são compostas por elementos essenciais representados pelo número, título, cabeçalho, colunas indicadoras e casas. Além desses elementos podem ser acrescidos outros complementares, como fontes e notas.

Número

O número só deve figurar quando houver mais de uma tabela;

O número é precedido da palavra Tabela, ambos grafados em negrito, e localizados no topo ou abaixo da tabela (depende do modelo exigido por sua Instituição de Ensino);

A numeração das tabelas deve ser seqüencial, indicada por algarismos arábicos;

Sua menção no texto é obrigatória, na ordem em que é referida.

Título

Deve ser completo, conciso e claro, indicando todo o conteúdo da tabela;

Deve ser apresentado na seguinte ordem: natureza do fato estudado (o quê), variáveis escolhidas para análise do fato (como), local (onde) e a época (quando) em que os fatos foram observados;

O título da tabela é colocado na sua parte superior, grafado com letras minúsculas, respeitando as regras gramaticais do idioma, com espaçamento simples entre as linhas.

 

1.2 Exemplo de Tabela

image

Aqui o exemplo usado é com o titulo acima da Tabela.

 

2 Quadros

Os quadros são definidos como arranjo predominante de palavras dispostas em linhas e colunas, com ou sem indicação de dados numéricos. Diferenciam-se das tabelas por apresentarem um teor esquemático e descritivo, e não estatístico. A apresentação dos quadros é semelhante à das tabelas, exceto pela colocação dos traços verticais em suas laterais e na separação das casas.

 

2.1 Exemplo de Quadro

image

Aqui o exemplo usado é com o título abaixo do gráfico.

 

3 Figuras

 

Figura é a denominação genérica atribuída aos gráficos, fotografias, gravuras, mapas, plantas, desenhos ou demais tipos ilustrativos, quando presentes na tese. Quando a figura for representada apenas por gráficos, a denominação pode ser feita por esta palavra (gráfico).

Os gráficos representam dinamicamente os dados das tabelas, sendo mais eficientes na sinalização de tendências.

Deve-se optar por uma forma ou outra de representação dos dados, isto é, não utilizar tabela e gráfico para uma mesma informação.

O gráfico bem construído pode substituir de forma simples, rápida e atraente, dados de difícil compreensão na forma tabular.

A escolha do tipo de gráfico (barras, lineares, de círculos, entre outros) está relacionada ao tipo de informação a ser ilustrada. Sugere-se o uso de:

Gráficos de linhas - para dados crescentes e decrescentes: as linhas unindo os pontos enfatizam movimento;
Gráficos de círculos - usados para dados proporcionais;
Gráficos de barras - para estudos temporais; dados comparativos de diferentes variáveis.

 

3.1 Exemplo de Figura/Gráfico de Linha

image

Obs: sempre a mesma formatação dos outros exemplos abaixo [título e fonte]

 

3.2 Exemplo de Gráfico de Barras

image

 

3.3 Exemplo de Gráfico de Círculo/pizza

image

Aqui o exemplo usado é com o título abaixo do gráfico.

 

OBSERVAÇÃO: Por favor, tenham em mente que “não adianta você conhecer TODAS as normas da ABNT, o que vai contar é o modelo sugerido pela sua Instituição de Ensino (apesar do monte de erros)!

7 comentários: